quinta-feira, maio 27, 2010

Género.

Li hoje no DN on-line que o Bloco se prepara para propor uma lei que permite mudar o sexo no BI através do reconhecimento por um grupo de psicólogos que atestam que a pessoa vive como se fosse de outro sexo. Ou seja, um homem que se veste e vive como uma mulher passar, legalmente, a ser uma mulher.

Segunda esta gente o corpo não define a pessoa. A pessoa e o seu corpo são duas entidades separadas. Existe o sexo que uma pessoa tem e depois o género a que pertence. Pode ser um homem mas ser de género feminino. É esta teoria, a separação entre o corpo e a pessoa, que justifica quer a homossexualidade quer a mudança de sexo.

Ora, milhares de anos de filosofia provam que esta teoria está errada. O corpo não é algo de diferente da pessoa. A pessoa é constituída por corpo e alma, em unidade. Não são coisas separadas. O ser homem não é apenas ter órgãos genitais diferentes das mulheres, define também a nossa maneira de ser.

Um homem que se sente mulher tem o mesmo remédio que um homem que acha que é uma galinha: tratamento psiquiatrico. Não se trata aqui de uma questão de igualdade mas de bom senso. A realidade é o que é. Um homem é um homem, uma mulher uma mulher. Dizer o contrário é estar completamente cego pela ideologia. Vale a pena ver este vídeo de "The Life of Bryan".



1 comentário:

Francisco Mello disse...

Se observarmos atentamente o que vai acontecendo no mundo, há ideologias que têm como único objectivo atacar CRISTO - atacando os valores cristãos, a IGREJA, o próprio SENHOR e os Seus discípulos. Portanto, fazem clara oposição a JESUS CRISTO. Como é que se pode fazer tal oposição? Usando a razão natural humana? Impossível. Só pela mentira isso é possível, mesmo que seja até das mentiras mais descaradas ao olho nu. E quem é o pai da mentira, senão Satanás, o príncipe deste mundo? E o que se opõe a CRISTO não é o Anti-Cristo?
Não está escrito - e SAGRADA ESCRITURA é infalível - que essas coisas inacreditáveis iriam acontecer, em relação ao Anti-Cristo?
Francisco Mello